Um conto-de-fadas no mundo do Pop

Taylor Swift em NY, 27/08/2009. (http://www.taylorswiftfans.com.br/)

Taylor Swift em NY, 27/08/2009. (http://www.taylorswiftfans.com.br/)

“Eu lembrarei desta noite por toda a minha vida. Eu nunca vou esquecer do que vocês acabaram de fazer para mim!”, diz Taylor Swift, quase sem acreditar que, nos dois minutos anteriores, 20 mil pessoas gritavam por ela no Madison Square Garden lotado.

Com 19 anos, Taylor está no topo do mundo. Conquistou os Estados Unidos com uma combinação de talento, simpatia e a busca incansável por realizar seus sonhos.  Acumulando recordes, prêmios e elogios por onde passa, sua vida se transforma em um conto-de-fadas.

Eu conheci o som da Taylor no começo deste ano, ao ver um programa da televisão CMT (Country Music Television) chamado Crossroads, em que artistas country convidam bandas ou cantores de outros estilos para dividirem o palco. Taylor escolheu o Def Leppard, uma de suas bandas favoritas. O interessante foi perceber a força de suas músicas e qualidade das composições.

Ela já tem dois álbuns: Taylor Swift (2006) e Fearless (2008) e vendeu milhões de cópias de ambos.

O que eu acho mais interessante de ressaltar na Taylor é sua sinceridade e talento, que tem arrancado elogios de diversas pessoas do mundo da música. Nomes como Katy Perry, Phill Collen e Joe Elliot do Def Leppard e John Mayer são apenas alguns de uma longa lista.

Capa do álbum de estréia da cantora.

Capa do álbum de estréia da cantora.

As músicas do primeiro álbum da Taylor refletem uma garota adolescente, falando sobre garotos, desilusões, dúvidas e dores. Alguns destaques do álbum:

Tim McGraw – o primeiro single da cantora. Taylor escreveu a música sobre um namorado que se mudou e como e como uma música do cantor country Tim McGraw.

Teardrops on my Guitar – esta música Taylor escreveu para um amigo chamado Drew, por quem ela era apaixonada.

A Place in this World – ela escreveu a música com 13 anos e trata sobre sua busca por fazer música e transformar sua paixão na sua vida.

Should’ve Said No – um música sobre um namorado que a traiu.

Tied Together with a Smile – mostra o sofrimento de muitas garotas com problemas como bulimia e anorexia. Taylor diz que essa música foi baseada na vida de algumas amigas e suas lutas pessoais.

Segundo álbum da cantora.

Segundo álbum da cantora.

No segundo álbum já encontramos composições um pouco diferentes. Um álbum mais voltado para o pop, mas ainda assim usando os elementos do country, ele lida com assuntos menos específicos, em sua maioria. Taylor afirma que o nome do álbum Fearless foi para ela não significa “não ter medo” mas, na realidade, é encarar e superar seus medos.

White Horse – esta música se baseia na idéia de que o romance acabou é representado como o choque de realidade, o fim do conto-de-fadas.

Forever & Always – a música é sobre o relacionamento que Taylor teve com Joe Jonas (da banda Jonas Brothers). Retrata o momento em que ela começa a ver o relacionamento acabar e não consegue entender o porquê.

Change – a música fala sobre as dificuldades de estar em uma gravadora pequena. A letra possui uma mensagem bastante positiva, na qual ela afirma que “as coisas irão mudar”. A letra tornou-se abrangente, abarcando bastante o sentimento de mudança da população norte-americana em relação à crise econômica e a esperança de que as pessoas têm o poder para mudar o que está acontecendo.

Fearless – a canção que dá titulo ao álbum fala sobre o destemor de apaixonar-se.

Em 2009, Taylor saiu em sua primeira turnê como headliner. A Fearless Tour tem feito apresentações lotadas pelos Estados Unidos. O show foi inteiramente concebido pela Taylor e demonstra mais uma vez o talento da jovem cantora. Durante duas horas, ela produz um espetáculo que beira a perfeição. Além de toda qualidade de suas músicas, Taylor produziu vídeos e pensou em todos os aspectos da apresentação, com iluminação, dançarinos e sua banda.

Eu acompanhei o show do Madison Square Garden e fiquei impressionado. Fui com minhas expectativas muito altas, pois já havia ouvido muitos elogios em relação ao show da Taylor, mas não fazia idéia do que estavam falando. O profissionalismo de Taylor me impressionou.

Ela consegue aliar um show extremamente complexo, no qual usa diversos elementos (efeitos de iluminação, dançarinos, atuações, vídeos, trocas de figurino), com a proximidade de uma apresentação íntima. Como um exemplo, em um determinado momento do show, Taylor surge no meio da platéia e canta algumas músicas extremamente próxima de seus fãs. E o que mais impressionou é que, na hora de voltar ao palco, ao invés de apresentar um outro vídeo e sair pelos bastidores, a banda segue tocando uma improvisação e ela vai, pelo meio dos fãs, parando para abraçá-los, retribuir todo o carinho que eles dão a ela.

E, com isso, voltamos para o começo do post. Aqueles dois minutos, em que uma boquiaberta e extremamente feliz Taylor Swift assistia a 20 mil pessoas gritarem e aplaudirem é uma pura recompensa de todo o trabalho, talento e simpatia que ela apresenta a seus fãs. Mais que merecido, diga-se de passagem.

http://www.taylorswift.com

http://www.myspace.com/taylorswift

~ por Fábio Gianesi em agosto 31, 2009.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: