Puro Rock n’ Roll!

The Jupiter Deluxe (foto: www.photobymac.com)

The Jupiter Deluxe (www.photobymac.com)

Os puristas do rock n’ roll costumam dizer que “a música está perdida” nos dias atuais. Eu não sou um desses! Mas, se eu fosse, para mim a salvação seria The Jupiter Deluxe. Esse grupo originário do Brooklin, em Nova York, faz a sonoridade que todo fã do rock sujo e barulhento da década de 70 há muito sentia falta.

The Jupiter Deluxe EP

The Jupiter Deluxe EP

Logo no primeiro contato com o som da banda, já encontramos uma série de elementos familiares. O som é áspero e direto, mostrando possíveis influências tanto do rock dos anos 60 e 70, até mesmo o princípio do punk de Nova York. Em 2008 a banda lançou um EP, intitulado The Jupiter Deluxe EP, com cinco músicas que percorrem desde o pop-rock dos Beatles, até o rock 70’s do Cheap Trick e uma clara influência do princípio do punk de NY.

O álbum começa com Faceplant, que se desenvolve através de versos simples, para estourar em um refrão pegajoso e enérgico. A canção foi escolhida pela banda como “música de trabalho” e, até mesmo, foi gravado um vídeo-clipe. Diferentemente das outras músicas desse EP, a letra de Faceplant passa a idéia de tentar até conseguir conquistar algo, com o refrão dizendo “And it don’t make a difference if you fall on your face/Only if you finish what you once begun”.

Bachata Rosa, a segunda música do EP, tem um pé bastante fincado no rock alternativo. Com uma linha de guitarra que fica em um caminho entre Jet e Hellacopters. Ao ouvir esta música, lembro-me do comentário de Russell Hammond (personagem interpretado por Billy Crudup no filme Quase Famosos, de Cameron Crowe) de que rock n’ roll está em pequenos detalhes. Esse detalhe, nesta canção, são as vocalizações na introdução e no solo.

A banda gravou para o EP um cover de I Got a Woman, clássico de Ray Charles. Esta faixa é um blues rock de melhor qualidade com agressividade e muito feeling. A guitarra e o vocal se sobressaem nesta versão, que soa como uma banda tocando na garagem de casa e se divertindo muito.

Sleazy Thieves soa como a faixa mais atual da banda. A sonoridade relembra muito o rock alternativo do começo da década de 90, mas ainda assim com uma guitarra bastante influenciado pelo garage rock e o blues, tradicional da década de 70. A linha de baixo, simples, direta e forte, pode ser comparada com a força que o baixo de Krist Novoselic em In Bloom.

A banda encerra o EP com KoreaTown, um rock clássico, direto e ríspido. A letra é recheada de referências sexuais e passa exatamente o clima rock n’ roll de lidar com a vida, servindo como um fechamento perfeito para o disco.

Apresentações enérgicas são característica da banda. (Hilary McHone)

Apresentações enérgicas são característica da banda. (Hilary McHone)

Eu tive o prazer de ver uma apresentação da banda no clube Arlene’s Grocery e pude conferir uma banda extremamente enérgica no palco, executando com muita qualidade e força as músicas. Se você gosta do bom e velho Rock n’ Roll, The Jupiter Deluxe é uma pedida e tanto!

The Jupiter Deluxe
Mark Rinzel – vocal e baixo;
Colin Grubb – guitarra e vocal;
Tommy DeVito – bateria.

http://www.myspace.com/jupiterdeluxe
http://www.jupiterdeluxe.com

About these ads

~ por Fábio Gianesi em setembro 23, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 218 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: